D. FERNANDO MAIO DE PAIVA, NOVO BISPO DE BEJA

Profissão de Fé e Juramento de Fidelidade ao Papa

Pelas 18 h. 30 m. da tarde de Sábado, 06 de Julho, sob a presidência do Núncio Apostólico, D. Ivo Scapolo, a Sé de Beja reuniu um número significativo de fiéis, para o Canto Solene de Vésperas.

Na parte final, perante o Núncio Apostólico, D. João Marcos, Administrador Apostólico, o Colégio de Consultores, alguns Padres e Diáconos e demais fiéis presentes, D. Fernando Paiva fez a sua Profissão de Fé, proclamando as verdades da fé contidas no Símbolo dos Apóstolos (Credo) e prestou o seu Juramento de Fidelidade ao Papa.

Ordenação e Tomada de Posse

No Domingo, dia 07 de Julho, a Sé de Beja foi insuficiente para receber os muitos fiéis que desejavam participar na Ordenação e Tomada de Posse de D. Fernando Paiva.

Os organizadores do evento, conscientes desta realidade, desde o início procuraram providenciar a possibilidade da Ordenação poder ser acompanhada no exterior (Largo do Lidador) com a colocação de um Ecrã Wall e colunas de som, bem como a transmissão pelos meios digitais, Canal Youtube e Facebook.

Contactada a Agência Ecclesia, na pessoa do seu Diretor, Paulo Rocha, prontamente obtivemos a garantia da sua prestigiada colaboração que se encarregou da filmagem e transmissão, fornecendo também o som e as imagens para o exterior da Igreja Catedral.

As dificuldades encontradas para a ligação temporária da Net por cabo fibra, acabaram por ser ultrapassadas, tendo a Meo acedido ao nosso insistente pedido. Deste modo foi possível chegar longe e a mais de 27.000 pessoas com as imagens e, somente com o som, através da Radio Maria que, desde o anúncio da data, manifestou a vontade de fazer uma emissão a partir de Beja, transmitindo em direto, pelos seus emissores, já presentes nos cinco continentes.

O Monsenhor António Cartageno ensaiou e dirigiu o canto litúrgico, contando com o professor e maestro José Filipe, cerca de cinquenta elementos entre cantores, organista Alexandre Coelho e demais instrumentistas que deram maior solenidade a toda a celebração.

Na celebração da Ordenação e Tomada de Posse participaram mais de novecentas pessoas: Bispos de Portugal, Padres e Diáconos de diferentes Dioceses e principalmente, de Setúbal e Beja, Convidados (Autoridades Civis e Militares), familiares de D. Fernando Paiva e Público em geral. Entre as Autoridades é de salientar a presença participativa de Sua Excelência Presidente da República, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa que, no final, foi cumprimentado pelas demais autoridades presentes.

Durante este dia, e até ao final da celebração, contamos no local com a presença generosa e prestigiada da Polícia de Segurança Pública, que muito nos ajudou a manter a serenidade e a paz necessária neste e outros acontecimentos similares. A par desta presença não podemos esquecer o empenho dos Escuteiros (C.N.E.) e o empenho de muitos que antecipadamente e no dia, prepararam ao pormenor e trabalharam até depois do final para que tudo decorresse bem.

No final era bem visível a alegria no rosto dos presentes, porque puderam saudar o novo Bispo e pelo modo como tudo decorreu.

 

Celebração Litúrgica

 

Presidiu à Ordenação D. Francisco Senra, Arcebispo de Évora, tendo a seu lado, como co ordenantes, D. João Marcos, desde 21 de Março e até ao momento, Administrador Apostólico da Diocese, agora Bispo Emérito, e o Cardeal D. Américo Aguiar, Bispo de Setúbal.

A Ordenação de um Bispo tem como momentos fundamentais a Apresentação e Promessas do Eleito, a Imposição das Mãos, a Oração de Ordenação, a Unção da Cabeça e a entrega dos Evangelhos e das Insígnias Episcopais: Anel, Mitra e Báculo.

Após a receção destas, D. Fernando tomou de imediato Posse da Sua Diocese, assinalada com o sentar-se na Cadeira Episcopal, uma alargada salva de palmas, o toque festivo dos Sinos da Catedral e, no final, a assinatura da Ata da Tomada de Posse. A partir do momento em que se sentou na Cadeira Episcopal, assumiu a presidência da celebração.

Depois da Oração Pós-Comunhão, com a Mitra e o Báculo, D. Fernando Paiva percorreu a Igreja Catedral e o Largo frente à Sé, abençoando a todos.

Antes da Bênção Final, dirigiu-se brevemente aos presentes, no local da presidência e, em seguida foi à porta da Igreja saudar todos quantos se encontravam no exterior. Após a Bênção e Despedida, recebeu cumprimentos das Autoridades Presentes, dos Familiares e de todos quantos o quiseram fazer.